Fato Nº 92

O Congresso Erzerum do Movimento Nacional Turco foi realizado no Colégio Sanasarian em 1919

Em 1915, havia cerca de 700-800 escolas armênias no Império Otomano fora de Constantinopla, com algo em torno de 80.000 alunos no total. Cerca de metade delas estavam no território do que é hoje a Turquia Central e Oriental. Ao todo, incluindo escolas armênias na capital imperial, bem como escolas armênias católicas e protestantes, uma estimativa enumera 2.000. Uma das mais conhecidas escolas de armênios na época foi o Colégio Sanasarian, localizado na cidade oriental de Erzurum (Garin ou Karin em armênio). O prédio da escola foi o local do Congresso de Erzurum entre julho-agosto de 1919, durante o qual a revolução liderada por Mustafa Kemal colocou suas bases para o estabelecimento de uma nova República Turca – “ironicamente”, como Richard Hovannisian coloca, “no que tinha sido … a instituição mais importante da cultura armênia e educação nas províncias orientais durante as décadas anteriores a Primeira Guerra Mundial “.

Hoje, ser uma pessoa de letras é um valor na cultura armênia, decorrente da tradição de Mesrop Mashtots, o fundador do alfabeto armênio, que estabeleceu as primeiras escolas na Armênia no século V dC. Como era comum naquela época, as escolas eram ligadas às igrejas, com ênfase na educação religiosa, e muitas vezes na intenção de preparar sacerdotes. Foi no início da década de 1790 que a Igreja Armênia começou a organizar escolas formais destinadas à comunidade no Império Otomano em geral. Cerca de meia centena de escolas armênias foram estabelecidos dentro de tantos anos – incluindo escolas para meninas, progressistas para a época – principalmente centrados em torno de Constantinopla.

À medida que o Império Otomano se desenvolveu no século XIX, houve um aumento no número de escolas de ensino fundamental, bem como escolas de ensino médio (muitas vezes referida como “colégios”). Além da Igreja armênia no Império Otomano, ou seja, o Patriarcado de Constantinopla, a Igreja Católica Armênia também participava de atividades educativas, nomeadamente através da Congregação mequitarista baseada em Veneza e Viena.

Os anos 1800 também viram uma nova força emergir – o cristianismo protestante. Liderados por missionários americanos, não só eram muitos armênios e outros cristãos trazidos ao rebanho confessional evangélico, mas escolas americanas que foram estabelecidas tiveram populações armênias significativas, seja como alunos ou como professores. Robert College é um exemplo famoso, sendo ainda uma escola de renome em Istambul. Outras instituições foram o Colégio Eufrates em Kharpert (Harput ou Elazig hoje), Colégio Anatólia em Marsovan (Merzifon) e Colégio Central Turco em Aintab (Gaziantep), para citar apenas alguns. Foi nessas escolas que educou-se uma nova geração de intelectuais, muitos dos quais receberam educação superior no Ocidente, e estiveram posteriormente na vanguarda dos esforços para a reforma do Império Otomano – e, ainda mais tarde, estavam na lista dos que foram presos, exilados ou mortos em 1915.

Escolas armênias continuam a existir hoje na Turquia, mas só em Istambul, onde cerca de 15 ou 20 deles funcionam. As escolas das minorias do país tendem a ser subfinanciadas e com excesso de regulamentações. A comunidade armênia moderna de Istambul faz uso limitado da língua armênia, em parte porque o apoio para a manutenção e desenvolvimento das culturas minoritárias – como a educação – continua a ser limitada na Turquia.

~~~~

O Projeto 100 Anos, 100 Fatos foi feliz em ouvir de Nurhan Becidyan de New Jersey. Mr. Becidyan é o bisneto de um dos três diretores da Sanasarian College, Hovsep Madatian, e neto de a única graduada mulher daquela escola, Nvart Madatian Inciciyan. Seu diploma é reproduzido abaixo.

Observe as três línguas: armênio, turco otomano usando o alfabeto árabe e francês. As palavras impressas para “Sr.” foram riscados, com “Senhorita” sendo escrito à mão ao lado do nome preenchido. As letras grandes, estilizadas na parte superior de “Colégio Sanasarian” estão em armênio sozinho, enquanto a coluna a direita também declara “Sanasarian College” de caligrafia usando a escrita árabe para o turco otomano, e o “C” e “S” para combinar em francês na coluna à esquerda. O selo na parte inferior da mesma forma é cercado por armênio, e escrito em francês e otomano no centro. Senhorita Madatian recebeu “bom” ou “muito bom” em todos os quesitos: a religião, a história da igreja, armênio (moderno e clássico), história, geografia, história natural e física, química, matemática, incluindo álgebra e geometria, caligrafia, desenho, música e PE. Ela não teve alemão ou turco, que é chamado de “a língua otomana” aqui (“Osmaneren” em armênio, “Langue ottomane” em francês, “Osmaniye” em turco). A cidade que se refere o diploma é “Erzeroum” em francês e turco, mas “Garin” em armênio.

O Projeto 100 Anos, 100 Fatos gostaria de agradecer ao Sr. Becidyan por sua contribuição.


Referências e Outras Fontes

1. The Armenian Genocide Museum-Institute. “Western Armenian Education
2. Raffi Bedrosyan. “Bedrosyan: Searching for Lost Armenian Churches and Schools in Turkey”, The Armenian Weekly, August 1, 2011
3. Aziz Oguz. “Turkey’s last Armenian schools”, Le Monde diplomatique English edition, December, 2012
4. Rouben Paul Adalian. Historical Dictionary of Armenia. Scarecrow Press, 2010, p. 305
5. Richard Hovannisian. The Republic of Armenia, Vol.1: 1918-1919. University of California Press, 1969, pp. 435-436
6. “Turkish Court Rejects Request to Return Historic Building to Armenian Patriarchate”, Massis Post, July 4, 2014
7. Houshamadyan. “Education and sport


Artigo Original

100y100f_092_SchoolsColleges

Legenda da Imagem

O Getronagan Varjaran, ou Central High School, criada em 1886, ao lado da Igreja São Gregório Iluminador, em uma rua principal, em Istambul; muitos nomes ilustres estão associados a esta escola, dentro das paredes das quais tem um piano uma vez tocado por ninguém menos que Gomidas (Komitas).


Atribuição e Fonte

Por Edal Anton Lefterov (Own work) [CC-BY-SA-3.0 or GFDL], via Wikimedia Commons


Fatos Recentes