Fato Nº 7

O Duduk e o Oud são dois instrumentos que formam parte da rica tradição musical armênia.

O legado da música armênia é muito, muito antigo, e sua riqueza inclui gêneros que vão desde o litúrgico ou religioso ao popular e moderno. Instrumentos tradicionais incluem tipos de tambores como o dhol ou doumbek, instrumentos de corda, como o kanun e kamancha , vários membros da família dos sopros – o shvee e zourna, por exemplo – entre muitos outros. Dois dos instrumentos de música popular mais conhecidos entre os armênios são o duduk e o oud.

O duduk é facilmente o instrumento musical armênio mais reconhecível, provavelmente mais frequentemente usado em funerais, devido ao seu tom melancólico, do que em casamentos, embora também seja usado durante as celebrações ou para as danças. Com diferentes variações e nomes, ele é usado em toda a região – os Balcãs, o Médio Oriente, o Cáucaso e a Ásia Central -, mas é considerado um símbolo nacional, em particular, pelos armênios, um status que foi consolidade com reconhecimento da UNESCO na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, em 2008.

O nome mais tradicional do duduk é “tsiranapogh” em armênio (“dziranapogh” em armênio pronúncia ocidental), ou “chifre de damasco”, referindo-se ao uso de madeira da árvore de damasco na fabricação deste instrumento de sopro. Tocadores de Duduk frequentemente se apresentam em pares, em que um mantém a mesma nota como fundo para a melodia tocada pelo outro. Uma técnica de respiração especial é usada para continuar a tocar a mesma nota, sem qualquer pausa.

Jivan Gasparyan é provavelmente o mais famoso conhecedor da arte de duduk armênio no mundo hoje. Sua música é destaque, entre outros lugares, no filme Gladiador de 2000 – uma indicação de como o duduk foi deixando a sua marca em Hollywood nos últimos anos. O oud é também um instrumento do Oriente Médio – semelhante ao alaúde ou o violão, mas com um corpo redondo mais amplo, e seis pares de cordas – que tem um lugar especial na tradição armênia, e mais ainda na tradição armênio-americana. Os armênios otomanos que fizeram o seu caminho através do Atlântico levaram esta parte do seu património muito a sério, enquanto muitos deixados para trás, como Udi Hrant e Aram Dikran, engrandeceram seus nomes no mundo da música turca e curda.

A história de Udi Hrant é particularmente celebrada. Ele nasceu Hrant Kenkulian em 1901 não muito longe da capital do Império Otomano, perdeu a visão enquanto bebê poucos dias mais tarde. A família sobreviveu ao Genocídio Armênio, vivendo mais tarde em Istambul, onde um Hrant cego pagava as despesas tocando o oud, que ele tinha aprendido a dominar durante a sua infância e juventude, carregando a tradição de que outros professores armênios tinham passado para ele. Sua grande chance veio em 1950, quando um benfeitor o patrocinou a viajar para os Estados Unidos para receber tratamento para seus olhos. Embora ele tenha permanecido cego, Udi Hrant foi um sucesso, se apresentando e ensinando nas décadas que se seguiram na América, Europa , e de volta à Turquia, onde ele se apresentou regularmente na Istambul Radio. Ele morreu em 1978.

Armênio-americanos em particular estão entre os grandes nomes de tocadores de oud hoje, como Richard Hagopian (que estudou com Udi Hrant), John Berberian, Ara Dinkjian, John Bilezikjian e outros.


Referências e Outros Fatos

1. Antranig Andrew Kzirian. “The Oud: Armenian Music as a Means of Identity Preservation, Construction and Formation in Armenian American Diaspora Communities of the Eastern United States”, paper for Professor Melissa Bilal, May 4, 2010
2. UNESCO. “Duduk and its music”
3. UNESCO. “The Duduk and its Music”, 4 min. 6 s.
4. Armenian Oud
5. Armenian Oud. “Oud Players
6. David Parfitt. “Hrant Kenkulian
7. David Parfitt. “Richard Hagopian
8. Armenian Oud (‘ud) Makers
9. Andy Turpin. “Nothing Sounds Armenian Like a Duduk: ALMA Lecture”, The Armenian Weekly, February 12, 2010
10. Taleen Babayan. “Traditions live during Asbury Park weekend”, The Armenian Reporter, October 10, 2013
11. Massachussets Cultural Council. “Keepers of Tradition: passing it on: apprenticeships: Armenian oud playing”
12. Maral Maljian. “Music Instruments”, Hye Etch, July 27, 2000
13. Wikipedia: “Music of Armenia”
14. Wikipedia: “Duduk”
15. Wikipedia: “Aram Tigran”


Artigo Original

100y100f_007

Legenda da Imagem

Krikor Zohrab (1861-1915)


Atribuição e Fonte


Fatos Recentes

…enquanto minorias na Turquia são frequentemente limitadas em suas expressões por políticas de Estado…

Fato Nº 99

...enquanto minorias na Turquia são frequentemente limitadas...

O teleférico mais longo do mundo foi inaugurado na Armênia em 2010

Fato Nº 97

O teleférico mais longo do mundo foi inaugurado na Armênia em 2010